Tudo Gostoso   Isabela Henriques

© Shutterstock

A pimenta é um ingrediente usado em diversas culinárias pelo mundo. No Brasil, ela está presente na maioria dos nossos pratos típicos, principalmente aqueles que vêm do Nordeste do país. Além disso, temos uma grande variedade de pimentas para usarmos: pimenta de cheiro, pimenta dedo-de-moça, pimenta biquinho e pimenta malagueta são alguns exemplos. Elas não dão apenas aquele toque especial aos pratos: confira abaixo os benefícios da pimenta para a saúde!

Benefícios da pimenta

Antes de mais nada, é importante destacarmos que estamos falando dos benefícios das pimentas que contêm capsaicina, uma substância presente principalmente nas pimentas vermelhas.

Os benefícios da pimenta para a saúde são diversos. Ela é rica em vários nutrientes essenciais para o funcionamento do corpo. Ela é fonte de vitamina C, que melhora o funcionamento do sistema imunológico. Além disso, ela também é rica em vitamina E, uma vitamina conhecida por ser um antioxidante natural, que auxilia na prevenção de doenças degenerativas como Alzheimer e Parkinson.

Outra vitamina que você pode encontrar nas pimentas é a vitamina A. Nas pimentas, ela se encontra na forma de carotenoide. Quando ela é consumida, ela é transformada em vitamina A, assim como nas cenouras. Apenas meia colher de sopa de pimenta dedo-de-moça em pó é o suficiente para fornecer para o corpo a quantidade necessária de vitamina A por dia!

Para você que vive na luta contra a balança para tentar perder peso, saiba que a pimenta pode ser sua melhor amiga. Ela é conhecida por ser um alimento termogênico, ou seja, ela ajuda a acelerar o metabolismo e aumentar o gasto calórico. Isso tudo graças à capsaicina. Também é ela que dita o grau de ardência das pimentas: quanto mais capsaicina, mais ardida ela será. Mas nada de beber um vidro de molho de pimenta por achar que vai ajudar a emagrecer porque você pode queimar o esôfago, hein?

Por falar em capsaicina, estudos comprovam que ela ajuda a diminuir os níveis de colesterol ruim no sangue. No entanto, é preciso ter certo cuidado com a ingestão de pimenta. Pessoas que sofrem com gastrite, refluxo e hemorroida precisam evitar as pimentas, pois elas aumentam os sintomas. O indicado, para quem não sofre com essas doenças, é consumir pimentas pelo menos duas vezes por dia.

http://www.portalrtn.com.br/wp-content/uploads/2018/07/AAzlRBr.jpghttp://www.portalrtn.com.br/wp-content/uploads/2018/07/AAzlRBr-150x150.jpgR T NDestaqueNotícias   Isabela Henriques © Shutterstock A pimenta é um ingrediente usado em diversas culinárias pelo mundo. No Brasil, ela está presente na maioria dos nossos pratos típicos, principalmente aqueles que vêm do Nordeste do país. Além disso, temos uma grande variedade de pimentas para usarmos: pimenta de cheiro, pimenta dedo-de-moça, pimenta biquinho...Portal de Notícias RTN