BLOG DO MARCOS JUNIOR

O Parque Tecnológico Itaipu (PTI), braço executor da Itaipu Binacional, com sede em Foz do Iguaçu, pode auxiliar as prefeituras no desenvolvimento de plataformas de gestão. A proposta de realização de convênios desta natureza foi apresentada em Londrina pelo gerente de Tecnologia da Informação e Comunicação da empresa, Carlos Araújo, e pelo gerente do Estação Ciências (Programa de Desenvolvimento Sustentável), Willbur Rogers de Souza. Ambos estiveram na cidade, a convite do deputado federal Alex Canziani (PTB), num encontro realizado com o Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná (Cindepar), do qual também participou integrantes do Consórcio de Desenvolvimento e Inovação do Norte do Paraná (Codinorp).
Várias propostas foram levantadas para a realização de parcerias, inclusive a implantação de um Plano Diretor de Informática, que poderia ser dividido em três partes para poder atender as peculiaridades e as dimensões de cada município participante. Araújo disse inclusive que diferentes cidades poderiam se unir, através de um consórcio intermunicipal, por exemplo, para agilizar e unificar o trabalho de implantação e gestão das ferramentas tecnológicas. Um gestor regional poderia fazer o elo entre as partes.
O gerente de TI do Parque propôs ainda a realização de um workshop no PTI com prefeitos e secretários municipais para alinhavar e aprofundar a aplicabilidade de alguns projetos, sobretudo voltados para a educação básica, já que a PTI é transversal e pode atuar em várias áreas. Um trabalho similar já é realizado em alguns dos 29 municípios lindeiros do lago de Itaipu, no Oeste do Estado.
Segundo o deputado Alex Canziani, a Itaipu, pelo tamanho e influência institucional que possui, pode contribuir solidariamente com os municípios: “É mais um caminho que estamos buscando viabilizar para as cidades paranaenses. A contribuição da empresa pode ser enorme e muito valiosa”, sustenta.
O QUE É – Criado em 2003, o Parque Tecnológico Itaipu surgiu a partir da ampliação da missão da Itaipu Binacional, que além de reforçar o quesito geração de energia com qualidade, foram incorporadas ações em seu planejamento estratégico que impulsionavam o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e Paraguai. Em parceria com o Instituto de Tecnologia Aplicada e Inovação (Itai) e com a Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), a Itaipu articulou a implantação de um ambiente apropriado para o desenvolvimento tecnológico. Nesse contexto, o PTI caracteriza-se como um espaço estratégico no alcance do desenvolvimento proposto pela Itaipu na região e se posiciona no território do Oeste paranaense como um dos ambientes de promoção da inovação.

 

http://www.portalrtn.com.br/wp-content/uploads/2017/12/carlos_willbur_itaipu.jpghttp://www.portalrtn.com.br/wp-content/uploads/2017/12/carlos_willbur_itaipu-150x150.jpgR T NDestaqueNotíciasO Parque Tecnológico Itaipu (PTI), braço executor da Itaipu Binacional, com sede em Foz do Iguaçu, pode auxiliar as prefeituras no desenvolvimento de plataformas de gestão. A proposta de realização de convênios desta natureza foi apresentada em Londrina pelo gerente de Tecnologia da Informação e Comunicação da empresa, Carlos...Portal de Notícias RTN