Portal de Notícias RTN

Justiça de Itabira manda Vale parar atividades em mais duas barragens

Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter

© Reuters Logo da Vale

A 1ª Vara Cível da Comarca de Itabira (MG) atendeu pedido do Ministério Público de Minas Gerais para que a Vale suspenda as atividades nas barragens Dique Minervino e Dique Cordão Nova Vista, até apresentação de nova declaração de estabilidade, de acordo com decisão judicial vista pela Reuters nesta segunda-feira.

A determinação é para que a mineradora suspenda ainda qualquer tipo de atividade de construção, alteamento ou obras de qualquer natureza, exceto reparatórias ou de implementação da segurança, incluindo perfuração e trânsito de veículos que possam causar vibração em áreas próximas às barragens.

A Justiça deu 24 horas para a empresa adotar as medidas, segundo decisão da última sexta-feira, sob pena de pagamento de multa diária de 1 milhão de reais.

Segundo a decisão, tais barragens foram sinalizadas como fonte particular de preocupação, em meio às investigações do rompimento mortal da barragem de Brumadinho, em 25 de janeiro.

(Por Marta Nogueira)

http://www.portalrtn.com.br/wp-content/uploads/2019/03/BBUVoaC.jpghttp://www.portalrtn.com.br/wp-content/uploads/2019/03/BBUVoaC-150x150.jpgR T NDestaqueGeral© Reuters Logo da Vale A 1ª Vara Cível da Comarca de Itabira (MG) atendeu pedido do Ministério Público de Minas Gerais para que a Vale suspenda as atividades nas barragens Dique Minervino e Dique Cordão Nova Vista, até apresentação de nova declaração de estabilidade, de acordo...Portal de Notícias RTN

Posts Relacionados

Policia Militar aprende arma em Jaboti

Policia Militar aprende arma em Jaboti

Em Ibaiti PM recupera celular furtado de loja

Em Ibaiti PM recupera celular furtado de loja

PM aprende indivíduos com revólver prata calibre .32.

PM aprende indivíduos com revólver prata calibre .32.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.